sexta-feira, 11 de junho de 2010

Temos que aprender a conviver com o vazio inerente à nossa condição. Sempre falta algo e sempre faltará.



Há cerca de um ano escrevi um texto. Estava ansiosa (como na maioria dos meus dias) com as obrigações que sinto que TENHO que cumprir cotidianamente... e que é claro! Nunca consigo cumprir todas... Percebi que estava recorrente o fato de informações que demonstravam um exagero, chegar até meus ouvidos ou meus pensamentos... Hoje, me lembrei desse texto e resolvi postar aqui. E, é engraçado que percebi que as experiências e pensamentos que coloquei no texto TODOS foram tirados ou da minha vida ou de conversas com MULHERES (amigas, conhecidas, familiares...)Não estou dizendo que a sociedade não cobra do homem...sei que eles tem que cumprir com o papel do MACHÃO o que não é necessariamente fácil, senão são "mulherzinhas"... (interessante que o xingamento ao homem sempre traz referência à mulher ou ao "seu papel" de passiva, fresca ou enfim... MULHER. Bem... aqui trago o pedido de socorro de uma mulher... que hoje tenta dividir essa angústia.
(Obs aos amigos, conhecidos, familiares: é possível que você se reconheça num desses exemplos ou vivências... me dei a liberdade de expor aqui nossas experiências juntos... Se preferir que eu tire o argumento, é só falar... E, se se reconhecer e quiser dizer que se reconheceu... ficarei muito feliz!!!Obrigada por estarem na minha vida, e me ajudarem a viver de uma forma mais leve...
Obs à todos os leitores: peço desculpas pelos longos posts. Tento me policiar quanto à isso... mas confesso que acho um pouco difícil... Espero melhorar nisso com o tempo!!! E espero que tenham paciência para esperar essa melhora!!)


Temos que aprender a conviver com o vazio inerente à nossa condição. Sempre falta algo e sempre faltará.

Quanto mais livros lemos, mais livros queremos ler...
Quanto mais dinheiro ganhamos, mais dinheiro queremos ganhar....
Quanto mais línguas aprendemos, mais línguas queremos aprender...
Quanto mais viagens fazemos, mais viagens queremos fazer...
Quanto mais teorias conhecemos, mais teorias queremos conhecer...
Quanto mais produzimos, mais queremos produzir...
Quanto mais consumimos, mais queremos consumir...

Nada é o suficiente. 3 meses de férias??? É pouco. 24 horas por dia???? É muito pouco. Eu realmente queria um dia com 48 horas. O que são 5 dias pra folia do carnaval? 2 dias de fim de semana??? É sempre pouco. 5 dias úteis na semana?? Apesar de extremamente cheios e cansativos, nunca são suficientes. Como fazer TUDO em tão pouco tempo? Temos que estar sempre lindas, penteadas, depiladas, magras, maquiadas, atualizadas com as últimas notícias e fofocas do mundo, com as unhas feitas, cabelo hidratado, todos os fichamentos prontos, e tirar total em todas as provas. Além de passar o cartão sem um minuto de atraso no trabalho, e fazer uma atividade física, que é fundamental, não é mesmo? No mínimo 3 vezes por semana, só 50 minutos de exercício. Nossa vida amorosa? Tem que ser igual ou melhor do que a das comédias românticas. Temos que saber falar de todos os assuntos. De moda à crise econômica. Temos que ter um ponto de vista formado como se fossemos PhD em todos os assuntos. Temos que ter nossa vida religiosa/espiritual bem resolvida, e tudo sempre dentro das normas da ABNT, até porque “a academia funciona assim” e ou você se normaliza ou jamais será ouvida. E é inaceitável você nunca ter visto AQUELE clássico do cinema. Queremos ver todos os filmes que foram indicados para o Oscar, e com tantos esmaltes na “nécessaire”, é preciso pintar cada unha de uma cor, senão nunca todos eles serão usados. Saber dançar apenas um estilo musical? É realmente pouco. Temos que saber dançar bolero, salsa, forró, samba, tango, valsa, zouk, chá-chá-chá, rock e merengue. Temos que gostar de todos os estilos musicais, afinal de contas... cada música para uma situação. Beatles pra um fondue com os amigos mais íntimos, e funk no churrasco que só tem cerveja. E cantamos todas as músicas com a mesma desenvoltura...não?? COMO NÃO???? Você não ouviu a música sensação do carnaval?? Você não beijou no recorde de beijos simultâneos no Mineirão? Não foi ao show da Madonna no Brasil?? Mas como? Ela não vai ter mais 15 anos de carreira pra voltar aqui! Você TINHA QUE TER IDO! Tem 4 meses que a gente combina de sair, e nada? Mas também, né? Na correria habitual do dia-a-dia... sei que você me entende, porque deve viver assim também! Temos que ir em todas as baladas. Chegar antes das 4 da manhã em casa é sinal de uma noite mal aproveitada. Eu sei que você tem aula amanhã às 7 da manhã, mas é só um dia, né?... Vale a pena o “sacrifício”. Até porque, você tem 20 anos, e “tá” na idade de agüentar esse ritmo frenético que a sociedade impõe em nossas vidas... e a gente aceita, é verdade... Mas não temos que passar no vestibular E no concurso público? E enquanto isso, sermos jovens, cristãs e boas filhas? Temos mesmo que aceitar o ritmo acelerado do mundo globalizado. Se não, ficamos pra trás, e não realizamos nenhum de nossos sonhos, nem mesmo o de poder assentar no bar pra tomar uma cerveja no domingo de manhã. (...) Eu, sou da geração em que nada é suficiente. ABSOLUTAMENTE NADA. Orgasmos múltiplos, toda menina de 15 já teve... Beijar 45 numa noite, qualquer exemplar do sexo masculino já o fez. O tamanho dos seios nunca é suficiente, e o louro do cabelo sempre pode ser um pouco mais claro. Escova progressiva?? É mais antiquada do que o celular tijolão do vovô. Se eu fosse seguir os conselhos da minha cabeleireira, já tinha feito escova inteligente, de chocolate, de morango, mel, permanente, americana, cristalizada e laser. 30 milhões acumulados na mega sena? Se não souber utilizar, somem como se fossem 10 reais. E os 100 canais da TV a cabo?? É impressionante, mas não passa NADA de interessante na TV! Você fala 3 línguas estrangeiras? Que bom! Seu concorrente fala 5, e já morou em 3 países diferentes. Claro, fez um doutorado em cada país. Se eu te mostrasse a lista de livros que quero ler um dia... nem se eu fosse uma dama do século XVIII que é proibida de sair de casa eu conseguiria terminar de ler todos aqueles livros...mas quero ter uma biblioteca quando eu tiver minha casa... “quando eu tiver minha casa” ... ... ... mas e se eu 'fracassar' e nunca conseguir comprar uma casa? Não, não posso nem pensar nisso, até porque o pai da minha amiga ganhou o primeiro sapato quando ele tinha 14 anos, e hoje ele banca uma família inteira. E a luta de meu pai e minha mãe para me dar condições materiais e emocionais para eu dar conta dessa vida?... É, realmente não posso nem cogitar a possibilidade de fracassar. Tenho sorte por ter nascido numa família com uma situação financeira razoável e que me deu muito amor, carinho e educação. Não posso desapontá-los. Sempre fui boa filha... uma criança muito tranquila... nunca dei trabalho à minha mãe. Mas não quero ter filhos. NÃO? NÃO POSSO NÃO QUERER? E meu instinto maternal??? Mas a antropologia científica já comprovou que a única coisa que há em todas as culturas é a proibição do incesto. Falando nisso... você viu o Datena ontem? Ele não cansa de falar sobre a CPI contra a Pedofilia, também... é um absurdo isso. Mas será que é doença? Ou loucura??... posso consultar o DSM-IV pra descobrir, ou posso olhar na Veja da última semana. A veja é parcial, né? Melhor a Folha... mas não é que os pais daquela minha amiga cancelaram a assinatura da Folha por ela ser parcial demais (?) é possível ser imparcial????. No primeiro período da faculdade falam para os alunos já irem pensando no tema do seu TCC (Trabalho de conclusão de curso? Ou Técnica de contar caduco?) até porque 4 anos passam rápido demais, e num piscar de olhos, todos estão assentados lá na frente com um chapéu nas mãos. Peraí.Como assim você AINDA não leu o novo romance do célebre Chico Buarque?? E a Playboy do último mês? Viu como a ex-BBB fez fotos ousadas?? É, a nova propaganda da coca-cola realmente quebra todos os paradigmas da publicidade, apesar da crise eles estão investindo pesado na mídia da internet. Diante de tantos internautas, é preciso vender aqui também! O Brasil é o segundo no ranking dos paises que passam mais tempo no orkut. Onde será que essas pessoas arrumam tempo pra ficar olhando as atualizações alheias diante de tantas obrigações sociais? É... eu já tava querendo cancelar meu orkut há algumas semanas. Apesar de uma boa forma de manter contato com os amigos distantes, perco muito do meu preciosíssimo tempo olhando fotos e respondendo scraps, mas se eu sumir da internet, não me chamarão mais pras festas... é... a saída é eu continuar dando um jeito de fazer TUDO no mísero tempo que tenho disponível. Ter um objetivo maior na vida é a chave do sucesso... se um dia eu chegar lá... prometo que volto pra te contar o caminho!

Temos que aprender a conviver com o vazio inerente à nossa condição. Sempre falta algo e sempre faltará. Mas será que já não estamos exagerando??...


3 comentários:

  1. Podia ter lembrado desse texto qdo fui apresentar meu trabalho de filosofia.... se encaixa perfeitamente ^^

    ResponderExcluir
  2. Amei! Vou escrever isso nas minhas paredes.

    ResponderExcluir
  3. Uau! Incrível!
    Eu me identifiquei muito, acredita? Hahaha...
    Sempre fiquei indignado com esse modelo de ser humano que tentam nos impor. Sobre isso um homem sábio disse: "os seres humanos são piores que as ovelhas, pois eles nem precisam de pastor. Eles se forçam a serem todos iguais, ameaçando os diferentes de serem excluídos".
    Por muito tempo eu tive medo de ser diferente, também, mas hoje eu tenho orgulho de não me encaixar no padrão! E é bem provável que esse "padrão" tenha sido criado pela elite dominante para se manter no poder!
    Sobre esse "vazio inerente", em verdade te digo que é possível preenchê-lo. E inclusive essa é a única missão de todos os seres humanos na Terra.
    Entretanto, só uma coisa pode preencher esse vazio: essa coisa já foi chamada "iluminação", "salvação", "transcendência de ego", entre outros termos...
    De fato, essa é a única coisa que pode nos dar liberdade. E a consequência disso é a felicidade completa e infinita, sua e de todos os seres!

    ResponderExcluir